Comitê de Auditoria e Riscos

É formado por, no mínimo, três membros efetivos – um representante do Conselho de Administração, um da Diretoria Corporativa da Galvão Participações e um da Área de Compliance do Grupo.

Sob sua orientação, são identificados, analisados, quantificados e documentados os riscos aos quais o Grupo está sujeito – incluindo os externos aos contratos –, adotando-se medidas que previnam a ocorrência de desvios ou mitiguem suas consequências. O Comitê tem como principais atribuições:

  • Identificar e monitorar os principais riscos estratégicos envolvidos nas atividades do Grupo e acompanhar os riscos de gestão e operacionais .
  • Assegurar que os negócios sejam conduzidos em conformidade com a legislação vigente e de acordo com políticas e procedimentos internos.
  • Estabelecer procedimentos para o recebimento, a retenção e o tratamento de denúncias e/ou reclamações encaminhadas por colaboradores ou terceiros.
  • Discutir com a Auditoria Interna sobre a eficácia dos controles e processos internos.
  • Monitorar o processo de fechamento contábil e a elaboração das Demonstrações Financeiras, bem como analisar informações relevantes a serem divulgadas ao mercado.
  • Monitorar as atividades dos auditores internos, além de zelar pela atuação, independência e qualidade dos trabalhos realizados pelos auditores independentes.

Gestão de Riscos

Como parte das estratégias de governança, temos mapeados e monitorados os diversos riscos que possam impactar nossas operações, nossos resultados econômico-financeiros e nossa imagem institucional. Com isso, visamos desenvolver ações para minimizar os efeitos de eventos inesperados nos processos internos, na execução dos projetos, no desenvolvimento dos contratos e no fluxo de caixa.

Mantemos sob constante monitoramento quatro grupos de riscos. São eles:


• Riscos Estratégicos

Relacionados à estratégia, à imagem, à reputação e à governança do Grupo e de suas empresas.


• Riscos de Gestão

Relacionados à performance dos negócios e ao seu monitoramento.


• Riscos Operacionais

Relacionados aos processos, ao reconhecimento de receitas e despesas e à salvaguarda dos ativos.


• Riscos Financeiros

Relacionados à estrutura de capital, às garantias para fazer frente aos compromissos e à oscilações que possam impactar a estabilidade econômico-financeira e o fluxo de caixa.


Copyright 2014 - Todos os direitos reservados Logo Brother